Produtividade também depende da iluminação

Postada por: Juliane Avancini em 13 de março de 2019 | Nenhum Comentário

Imagem: Shutterstock ID 516050707

Em se tratando de produtividade da fábrica, até a iluminação pode influenciar o resultado.

A escolha das tecnologias de iluminação aplicadas em um ambiente fabril pode ter consequências tanto positivas quanto negativas. Por isso, a escolha de cada tecnologia passa pelo entendimento de como cada uma funciona.

Assunto frequente em reuniões das empresas, congressos e revistas, a Indústria 4.0 tem por objetivo a otimização do ecossistema produtivo de uma empresa pela da agregação dos sistemas ciber-físicos, utilizando as tecnologias mais modernas (robóticas, inteligência artificial, IoT, sensores, etc). Significa que as plantas de uma empresa estão inteiras interligadas com sensores para transmitir um dado do mundo real para o virtual. Esse dado será transformado e interpretado e ações serão tomadas para que a empresa atinja sua melhor eficiência e produtividade. Uma condição básica e essencial é de que tudo funciona adequadamente para esses sinais serem transmitidos. Isso significa que do ponto de vista elétrico e eletrônico, todos os sistemas são compatibilizados para que o sinal seja entregue e enviado como projetado.

Em paralelo a discussões de Indústria 4.0, empresas também têm trabalhado arduamente na constante busca por eficiência energética. A troca ou retrofit por equipamentos mais eficientes permite automação, economias significativas de energia elétrica e redução na pegada de carbono.

Temos percebido que em muitas empresas a única intersecção destas duas conversas é quando se discute budget, e quais projetos receberão investimento.

No entanto, do ponto de vista técnico, há uma sobreposição importante dos dois assuntos e muito o que se discutir. Na grande maioria das vezes, o que se economiza em energia elétrica não compensa a perda de produtividade causada pelas interferências entre os vários sistemas instalados. Essas interferências podem ser causadas simplesmente pelas características elétricas e eletrônicas de tecnologias implementadas, cujo desconhecimento traz consequências. A melhor situação seria aquela em que a decisão de quais projetos investir também estivesse baseada no pleno conhecimento dos equipamentos, seus pontos fortes e fracos, e assim, que se pudesse prevenir as potenciais perdas.

Quando a correlação entre a perda de produtividade e a instalação de tecnologias mais eficientes não é feita, o responsabilizado pela não entrega das metas de produção é a equipe da fábrica!

Em se tratando de eficiência energética um dos itens mais facilmente identificáveis nesta batalha é a iluminação, e o LED parece ter tornado essa busca um pouco mais fácil. A troca pelo LED parece tão óbvia e prevalente, que aos olhos dos gestores é algo que “não precisa pensar muito para decidir”. É nesse exato momento que o desconhecimento é o verdadeiro tomador da decisão. Nem toda fonte luminosa funciona da mesma maneira. A característica básica da iluminação a LED é que, como o próprio nome diz, cada ponto de LED é um diodo, ou seja, um semicondutor. É um equipamento bastante eficiente quando a métrica analisada é lm/W. No entanto, destacamos aqui três os problemas mais comuns para se analisar quando decidir pela troca por LED: flicker, distorção harmônica e campos eletromagnéticos.

Flicker ou Cintilação: O LED é uma fonte luminosa com resposta bastante rápida as variações de voltagem. Instalado em redes AC e sem ajuste para DC, o LED cintila na mesma frequência ou em múltiplos inteiros da frequência fundamental de 60Hz. O dito LED flicker-free, muitas vezes é um equipamento que trabalha a 120Hz, cuja percepção da cintilação (mas não a sensibilidade) do olho humano não consegue captar na maioria das pessoas. No entanto, sensores que utilizam a luz como sinal captam o flicker. Numa indústria em que há sensores à base de luz (por exemplo: leitores de códigos) que trabalham nas frequências múltiplo da frequência fundamental, a instalação de LEDs sem o conhecimento técnico para a prescrição correta de equipamentos causa dificuldade de leitura dos sensores e consequente perda de produtividade, aumento de defeitos e refugo.

Distorção harmônica: Diodos, e, portanto, LED, são cargas não lineares, e que causam distorção harmônica nos sistemas onde estão instalados. Cada ponto de luz de uma luminária LED é um diodo. Embora a potência de entrada de uma única lâmpada LED seja muito baixa, um grande número destas instaladas, como numa área fabril, pode causar problemas significativos de qualidade de energia (como distorção harmônica e flutuações de tensão) e perturbar outros equipamentos ligados ao mesmo sistema de distribuição de energia elétrica. Para que equipamentos IoT e sensores funcionem adequadamente, estes devem receber a energia elétrica dentro de determinados padrões, e isso inclui a tolerância a distorções nas ondas de corrente elétrica que os mesmos recebem e emitem. Sem as condições adequadas da energia elétrica, os equipamentos de captura e transmissão de dados podem não funcionar adequadamente, causando perda de produtividade esperada da planta.

Campo eletromagnético: Equipamentos eletrônicos, como computadores ou lâmpadas e luminárias LED, criam campos eletromagnéticos que podem interferir em equipamentos de comunicação e redes sem fio, causando ruído no sinal transmitido. Quando uma empresa depende de sistemas de comunicação sem fio para transmissão de dados que auxiliam na segurança, eficiência ou produtividade, a interferência nestes sinais aumenta o risco do impacto negativo da operação, causado pela iluminação.

Hoje existem várias novas tecnologias de iluminação, não sendo o LED a única ferramenta disponível para iluminação eficiente. A correta identificação das necessidades da planta, aliada a correta prescrição de soluções de iluminação garante não somente a luz necessária ao trabalho e conforto das pessoas, mas também que a operação funcione para atingir suas metas de segurança e produtividade.

A equipe da LUMINO é formada por profissionais altamente capacitados, com experiência na aplicação das várias tecnologias de iluminação, alinhadas com a necessidade individual de cada Cliente. Entre em contato com nossa equipe para que você possa solucionar seus desafios de iluminação.

Compartilhar

Deixe um Comentário