Aumentos progressivos nas tarifas de energia impactam negativamente nas receitas das empresas

Posted by: Juliane Avancini em July 10 , 2017 | No Comment
Designed by Freepik

Recentemente a ANEEL aprovou o reajuste nas tarifas dos consumidores atendidos por diversas concessionárias no país, e junto a este reajuste, no mês de julho de 2017, os consumidores ainda terão uma cobrança extra pela bandeira tarifária amarela.

O reajuste das tarifas foi autorizado por decreto pelo Presidente em exercício, Michel Temer, em novembro de 2016, com o intuito de indenizar as empresas de transmissão de energia elétrica em R$ 62 bilhões, conforme portaria 120 do Ministério das Minas e Energia. As empresas fizeram uma série de investimentos, onde o Governo pagaria a elas com o Tesouro Nacional, mas utilizou a verba para outra finalidade e jogou esta dívida para frente. E agora quem irá pagar esta conta serão os consumidores.

Os consumidores terão 8 anos para pagar essas indenizações, sendo que o início das cobranças será agora em 2017, com um reajuste médio de 7,17%. Como o cálculo deste reajuste depende de vários componentes, as tarifas poderão variar para mais ou para menos, até 2024. Para grandes consumidores as faturas podem ficar até 40% mais altas.

Algumas concessionárias já tiveram o aumento aprovado pela ANEEL e as novas tarifas já estão em vigor.

Confira na tabela abaixo:

Além do aumento percentual nas contas para pagar as indenizações das empresas de transmissão de energia elétrica, em julho de 2017 a tarifação será em cima da bandeira amarela que irá gerar um custo adicional de R$ 2,00 a cada 100 (kWh). De acordo com a ANEEL o fator que determinou o acionamento da bandeira amarela foi o aumento do custo de geração de energia elétrica.

A ANEEL criou o sistema de bandeiras tarifárias em 2013 e de acordo com a Agência ele sinaliza o custo real da energia gerada, incentivando os consumidores o uso consciente da energia elétrica. Com as bandeiras tarifárias, as pessoas podem controlar melhor seu consumo, adotar medidas de economia e usar a energia elétrica sem desperdício.

As tarifas tendem a crescer progressivamente nos próximos anos, gerando faturas cada vez mais elevadas, e os consumidores mais prejudicados são os que fazem grande utilização da energia elétrica. Por isso é importante que as empresas invistam em eficiência energética e busquem soluções que contribuam com a redução do consumo da energia consumida.

Tendo em vista esse cenário, a Lumino Energy Solutions traz a solução do gHID, reator eletrônico de alta frequência para lâmpadas de alta descarga (vapor metálico). Não permita que os aumentos progressivos das tarifas de energia impactem negativamente nas receitas da sua empresa. Com o gHID, sua empresa será capaz de economizar até 75% de energia nos pontos de iluminação alterados. Entre em contato com a nossa equipe para realizar um estudo técnico detalhado com grandes ganhos em economia de energia.

Share

Leave a comment